Manual básico do PX PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 53
PiorMelhor 
Escrito por Administrator   
Qui, 31 de Julho de 2008 02:34

Já que recebo diversos e-mails com dúvidas na instalação de PX em jipes, resolvi descrever uma instalação simples desses rádios.
O primeiro passo, claro, é a escolha do equipamento. Se comprar um equipamento novo, procure em lojas especializadas, evitando assim que seja falsificado e exija a nota fiscal e a garantia. Se comprar um equipamento usado, teste na hora, na frente do vendedor. Procure equipamentos de qualidade.
Sempre que me perguntam sobre que rádio usar, indico os seguintes:

Cobra 19DX-II ou Cobra 19DX-IIIEsse é o que considero o melhor em relação à custo benefício. É um rádio pequeno, simples e agüenta os maus tratos que as trilhas proporcionam aos jipes. Possui 40 canais.

Alan 100Também é um rádio bem simples, possui AM/FM e é bastante resistente. Sua grande vantagem é o tamanho reduzido. Possui 40 canais.

Alan 78 PlusPara quem quer rádios com mais recursos, este é um bonito rádio, com display digital. Possui AM/FM e 400 canais originais de fábrica.

Cobra 148 GTLEsse rádio dispensa comentários, pois é muito bom, o único problema é o seu tamanho - muito grande -, por isso acaba algumas vezes inviabilizando sua instalação. Possui 40 canais.

Em caso de jipes mais antigos, tome cuidado com o sistema elétrico, principalmente os que usam platinados, procure utilizar cabos de velas e bobinas supressivos, isso reduz muito os ruídos no rádio e evita um funcionamento ruim do mesmo.

Antena
Costumo indicar as antenas da marca Aquário:

B2070Possui uma bobina na base. Seu tamanho é de 1,62m.

B2003É conhecida como maria-mole. Seu tamanho é de 2,70m.

Alguns preferem a B2070 pelo seu tamanho reduzido, mas ainda prefiro a B2003 pela sua superior qualidade na transmissão/recepção.
O cabo da antena é um item que merece uma atenção especial, pois precisa ter uma medida certa (ver mais detalhes no próprio Trilha4x4), caso contrário, certamente você terá problemas com a famosa "estacionária" (ver mais detalhes no próprio Trilha4x4). Cabos de má qualidade também influenciam bastante, mesmo na medida certa. Por este motivo, novamente eu indico os materiais (cabos e suportes) da Aquário, que já vêm na medida certa e têm uma ótima qualidade.

A instalação
Procure um local para a instalação do rádio e da antena, lembrando de verificar antes a distância entre os mesmos, pois não vai ser muito bom depois de tudo instalado, furado e preso, descobrir que o cabo da antena não chega no rádio ou não passa por algum lugar impossibilitando a instalação.

Rádio
Procure colocar o PX em um local de fácil acesso e que não abafe o som, se puder evitar sua exposição ao sol, melhor. Prenda então o rádio já em seu local definitivo.
A instalação elétrica é fácil, somente um fio negativo e um fio positivo. Ligue o fio positivo preferencialmente direto na bateria do jipe e o negativo em algum ponto de "aterramento" (evita ruídos), se precisar de mais fio para chegar na bateria, utilize de boa qualidade, é bom também manter as cores vermelho (+) e preto (-) e deixe a emenda bem isolada com boa fita isolante. Não se esqueça de um fusível entre o rádio e a bateria, geralmente já vem um porta-fusível no “chicote” do rádio.

Antena
Se a antena for, por exemplo, uma 2070 que tem um suporte, procure um local (porta-malas ou calha) que não atrapalhe a abertura de uma porta ou porta-malas. Se você instalar no porta-malas vale estas observações: lembre-se que ao abri-lo, a haste da antena pode bater no teto do jipe, então, cuidado! O cabo sempre deve passar perto da dobradiça, senão ou você não vai conseguir mais abrir o porta-malas ou vai ficar com um fio atrapalhando.
Costumo colocar um pedaço de borracha entre esse tipo de suporte e a lata do jipe, pode ser um pedaço de câmara de pneu, apenas para não estragar a pintura. Mas o lado onde você parafusa, é necessário que fique em contato com a lata, para "aterrar" a antena.
Evite passar o fio por lugares que possam ser cortados, esmagados ou esticados por algum contato com ferros. Deixe-os sempre bem protegidos. Chegando no painel, perto do rádio, evite passar o fio da antena perto do sistema de alimentação do jipe, bobinas e módulos de ignição, principalmente. Se sobrar fio, não corte de jeito nenhum e não o enrole, fazendo isso você acaba formando uma “bobina” e prejudica a recepção/transmissão. Se necessário, dê alguma volta com o fio por dentro do jipe (lógico, lembrando das recomendações acima) até que seu comprimento seja suficiente para chegar no rádio sem sobrar muito.
Lembre-se que quanto mais a antena ficar para fora da lata do jipe, por exemplo, para cima do jipe, melhor vai ser sua transmissão/recepção.
A haste da antena não pode ficar em contato com qualquer parte metálica do jipe, isso pode queimar seu rádio. Eu costumo colocar um pedaço de mangueira de gasolina transparente na antena quando tiver a probabilidade de entrar em contato com o jipe. Não coloque bolinhas de tênis, isso entorta sua antena. Se você estiver com o rádio desligado pode “entortar” a antena (mas nem tanto) para prender a ponta em algum lugar do jipe (geralmente em bagageiros), isso não tem problema nenhum, mesmo porque é necessário para entrar em garagens que são baixas. Só não use o rádio com a antena assim, para um correto funcionamento ela deve estar solta e não pode estar em contato com qualquer parte metálica do jipe.
Outra opção para quem usa as 2070 é desrosquear a antena do suporte, podendo assim colocá-la dentro do jipe. Mas não retire a haste da antena da bobina, isso vale também para as antenas marias-moles. Se você alterar, o pouco que for, a posição da haste em relação à base da antena, você estará alterando bastante a estacionaria.
Bom, você já está com seu rádio PX funcionando. Mas é válido mais uma etapa na instalação: medir a estacionaria. Para isso é preciso um medidor de ROE (Relação de Ondas Estacionarias), a não ser que você tenha um Cobra 148 GTL, que já possui esse medidor no próprio rádio.
Então, conecte o cabo da antena no medidor e com um cabo igual ao usado na antena (que também precisa ter o tamanho certo de 30cm)una o medidor ao rádio. Ligue o PX e coloque no canal 20 (é mais usado para medições por ser a metade da ”faixa” de freqüências do PX 40 canais). Coloque a chave do medidor de ROE na posição de ajuste (FWD ou CAL), aperte o botão do microfone (PTT do Mike) e ajuste o botão do medidor até que o ponteiro esteja exatamente em cima do limite da escala. Em seguida, solte o PTT, coloque a chave do medidor na posição de medição (REF ou SWR) e aperte o PTT novamente. O limite aceitável para estacionarias é de  2,5, quanto menor o valor melhor (ver mais detalhes no Trilha4x4 em ROE x Perdas x Rendimentos). Para tentar baixar o valor da estacionaria, tente alterar a altura da haste da antena pela regulagem em sua base (onde tem os parafusos harlens pequenos). Tente mover aos poucos a haste para cima ou para baixo, aperte novamente os parafusos e repita o processo acima, inclusive o de ajuste da escala. Mais detalhes, veja no Trilha4x4 em Relação de ondas estacionárias (ROE)

Dicas para uma boa conversa com o PX
Somente comece a falar depois que apertar o PTT. É sério, mesmo operadores mais experientes, por distração, cometem esse erro e quem está ouvindo não entende nada. Você pode, por exemplo, apertar o PTT, espere 1 segundo e comece a falar.
Fale devagar e calmo, caso contrário, ninguém vai entender o que você fala.
Sempre espere uns 2 segundos entre o final da outra transmissão e a sua transmissão, isso dá oportunidade para mais alguém pedir para falar.
Se você quiser participar de uma conversa, aguarde o intervalo entre as transmissões, fale um break, “oportunidade” ou um simples “bom dia”, “boa tarde” ou “boa noite” e aguarde, logo te chamarão para participar da conversa.
Nunca, mas nunca mesmo interrompa, fale por cima ou fale junto com outra transmissão. A não ser que seja uma emergência.
Não use palavreados chulos, gírias (use só as que são usadas em transmissões de PX) ou brigue pelo PX, lembre-se de que não é só você que está ouvindo. Seja educado!
Sempre que for chamar/procurar alguém no PX, não fale de primeira: "Fulano está em QAP?", acredite, a não ser que o "fulano" esteja prestando muita atenção no PX, ele não vai atender. Procure chamar duas vezes e se identifique. Você pode usar por exemplo: “Atento... atento... Fulano está em QAP? É o Ciclano chamado. Fulano está em QAP?”. Isto ajuda bastante a identificar quem está chamando quem.
Procure não usar a canaleta 9, apesar de já ter virado bagunça, ela ainda é a canaleta para emergências.
Se você está começando agora, e tiver oportunidade, fique ouvindo as transmissões de outros operadores, isso ajuda a você pegar o “esquema” das transmissões.
Qualquer dúvida, utilize o Fórum do Trilha4x4.

Fonte: Trilha4x4